sexta-feira, 28 de março de 2008

inesperado

mãos que tocam e sentem,
braços que enlaçam e temem,
o coração que pulsa, o ventre.

desde sempre já se tem
quando a terra o céu fez chorar
fertilizou, nasceu.

aprende-se a amar
e vivi-se a morrer
de Amor.

Um comentário:

Doces ou Travessuras? disse...

eh!
eu conheço esse texto =D
to de blog tbm
=D